http://leigos.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/375695banner1.jpglink
http://leigos.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/579349banner2.jpglink
http://leigos.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/644325banner3.jpglink
Chapadinha

(2000-2002) Missão em chapadinha

No dia 16 de Março de 2000, o Jorge rumou para o Brasil para uma missão de ano e meio na diocese nordestina de Brejo; essa missão foi depois prolongada por mais um ano, até Setembro de 2002. O destino foram as paróquias de Chapadinha, Mata Roma e Anapurus. O Jorge, dos Leigos Boa Nova e por eles enviado, teve também a solidariedade da diocese de Aveiro.

A sua presença e acção pastoral desenvolveu-se em três áreas principais:
Na pastoral da Juventude, integrou a coordenação paroquial (que só na cidade de Chapadinha conta com cerca de 10 grupos). Uma pastoral que tem vasto calendário de actividades e compromissos, muitas intervenções na sociedade; dela faz parte um vasto programa de dinamização social e cultural da massa juvenil (Chapadinha, com os seus 65 mil habitantes, deve ter uns 30 mil adolescentes e jovens), o que foi um desafio à criatividade do Jorge e da Coordenação!

A nível da educação, além de um curso de aprofundamento para os professores de língua inglesa, o seu trabalho encaminhou-se sobretudo para acções de formação junto dos professores, visando um debate e uma troca de reflexões para uma escola e um magistério que formem pessoas com conhecimentos, mas também com critérios e valores humanos e solidários.

Coordenar a pastoral de um bairro, permitiu ao Jorge um vasto leque de experiências e de contactos no horizonte mais largo da comunidade humana, diversificada por natureza. Foi uma maneira de se manter ligado à dura realidade da vida do povo, ao trabalho de base, à religiosidade popular, aos costumes e tradições locais, a comungar nas lutas e anseios populares. Por isso, com as Missionárias da Boa Nova, coordenou o trabalho pastoral do bairro do Areal, o maior da cidade de Chapadinha.

Além destas actividades que lhe estavam confiadas de maneira estável e permanente, houve inúmeros outros afazeres: entre tantos outros, a atenção permanente aos direitos humanos; sobre eles, o Jorge tinha um programa semanal na Rádio Mirante.

Nenhum apóstolo, mesmo leigo, sobrevive sem vida espiritual intensa. Além dos tempos individuais de oração e encontro com o Senhor, participou diariamente com a equipa sacerdotal na oração de Laudes, Vésperas e Eucaristia, precedida do terço em comunidade. Residiu na casa paroquial de Chapadinha, com a equipa sacerdotal e participando nela como verdadeiro membro.


Cidadania activa

A experiência dos nossos voluntários que trabalharam no estado brasileiro do Maranhão, em Chapadinha e Mata Roma, indicou-nos que um dos principais trabalhos a desenvolver neste campo de missão reside na implementação de projectos na área dos direitos humanos, justiça, paz e meio ambiente.

Nesse sentido, iniciámos em Fevereiro de 2005 o projecto "Cidadania Activa", no qual três voluntários ligados à acção social e à educação estiveram no terreno de missão por um período de cerca de dois anos.

Os principais trabalhos realizados foram:
- apoiar a constituição de uma Comissão de Justiça e Paz na diocese de Brejo;
- promover acções de formação na área dos direitos humanos;
- contribuir para a formação de professores em várias áreas e níveis de ensino;
- participar activamente nas actividades pastorais das paróquias abrangidas pelo projecto, incluindo a pastoral da criança.

 
 

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

 
 
 
 
Share